sábado, 6 de fevereiro de 2010

Dash Q200 CS-TRB "Graciosa"...modesta opinião

...
    CS-TRB não nos faz lembrar nada... mas o nome "Graciosa", para os florentinos em particular, está associado a uma tragédia. Aconteceu no dia 11 de Dezembro 1999,  o avião ATP “Graciosa” da SATA Air Açores despenhou-se no Pico da Esperança, Ilha de São Jorge, quando era suposto realizar o voo regular de sábado, Ponta Delgada-Flores, com escala na Horta.  Destruiu sonhos de uns, lares de outros tantos mais, enfim... roubou a VIDA a todos os passageiros e tripulação num total de 35 pessoas, sendo um numero significativo da Ilha das Flores. Esta data ficou e continuará presente nas nossas memórias por muitos e muitos anos.
    Não sendo florentino de sangue, mas sentindo-me como tal, até porque já tenho mais anos de vivência na Ilha das Flores do que na minha Ilha, não posso deixar de manifestar o meu descontentamento e criticar a administração da SATA, ou quem de direito, pela escolha do nome para este avião.
    Certo é que já passaram 10 anos, mas estes não são, nem nunca serão suficientes para aqueles que directa ou indirectamente perderam alguém querido no fatídico voo SP 530 e que presentemente continuam a utilizar o avião como meio de transporte. Sim, porque para um florentino, utilizar o avião não é um luxo, embora também haja quem o utilize nesses termos, mas é principalmente uma necessidade.
    Ultimamente tenho feito inúmeras viagens e não sei se é por acaso ou não, mas o avião que habitualmente opera para a Ilha das Flores, não é mais nem menos que o "novo" Dash Q200 CS-TRB "Graciosa".
    Quero com isto dizer, que não há uma única vez em que embarque neste avião e não olhe para o nome dele e me recorde desse dia, sentindo sempre aquela ansiedade de quem tem por hábito viajar de avião passa, quer seja no embarque, descolagem ou aterragem.
     Não tendo familiares directos a bordo do SP 530, mas apenas conhecidos e ao ler o nome "Graciosa" gravado na parte frontal do Dash, imagino as recordações e a  imensa dor daqueles que, sendo familiares ou amigos dos passageiros do voo SP 530, devem sentir ao entrar dentro deste avião, porque apesar de tudo, necessitam de o utilizar.
     Certamente existe alguém com opinião diferente da minha, até porque seria anormal não o existir, mas em jeito de conclusão e na minha modesta opinião, o nome "Graciosa" no Dash da SATA não é uma homenagem (como alguém um dia tentou explicar), mas sim uma grande falta de respeito por todos aqueles que ainda hoje choram a perda dos seus e cujas vidas mudaram o seu rumo para sempre.

4 comentários:

Paulo disse...

Totalmente de acordo, Bruno. Também não perdi ninguém próximo naquele terrivel acidente, mas acho de uma enorme estupidez e falta de respeito pelos que partiram voltar a baptizar um avião com aquele nome que devia ter ficado apenas na memória de todos para sempre.
Quem teve esta triste ideia não sabe a dificuldade que é para muitos entrar no Dash "Graciosa"...


ps- parabens pelo blog

Bruno Costa disse...

Não poderia estar mais de acordo!
Obrigado pela visita e pelo comentário.

César disse...

Bom post.Acertaste na "mouche".
Uma falta de respeito a todos os niveis, pôr esse nome a um avião.
Abraço.

AManes disse...

Caro Bruno, antes de mais parabéns pelo blog.
Tal como disse, existem opiniões divergentes da sua e deixe-me dizer q sou uma delas. E não comento de ânimo leve pois para além de florentina de gema, de ter família e de conhecer praticamente tds passageiros c destino às Flores nesse fatidico vôo,era tb uma das passageiras q desistiu de véspera, penso q esta é uma das maiores homengens q se pode fazer aos passageiros! tal como disse, é aos passageiros e não aos familiares! Desculpe as minhas palavras paracerem duras mas se reflectirmos baptizar c este nome não deve ter sido para a Sata fácil. C este nome pede-se uma homenagem aos passageiros e uma atitude de maior responsabilidade a todos aqueles que têm a vida de muitas pessoas nas mãos. Ao longo dos anos, os passageiros das Flores foram alvo de apostas! Agora exige-se respeito ao decolar c destino às Flores!
A maior homenagem q se pode fazer oas familiares é exactamente pensar antes de decolar para as Flores! Um bem haja!